segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Não matam... mas moem!



Os anos passam, mas há feridas que o tempo não sara...

Nem sempre estamos conscientes da sua permanência mas, por um ou outro motivo, mais cedo ou mais tarde, elas fazem-se sentir novamente... e como doem!

Mas enquanto doem e não doem, aproveitemos a vida e a felicidade... pois a felicidade é isso mesmo... momentânea!

2 comentários:

Daniela disse...

a mais pura das verdades:
"aproveitemos a vida e a felicidade... pois a felicidade é isso mesmo... momentânea!"

Muito bonito o que escreves te
beijinhos

TAB disse...

Sabes que sou uma poeta miga! ;)
Bjos grandes