sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Diz que são 18h???

Então FUI!
Preparar o resto das malinhas... vestir tudo o que seja polar lá em casa e rumar á Serra da Estrela!
Será que é desta que vejo nevar?


A última bolacha do pacote

Se há coisa que me irrita numa pessoa (homem ou mulher) é acharem-se a última bolacha do pacote.
Basta dar uma mirada nos hi5´s e faceboock's para encontrarmos frases gastas do género:
- Sou mesmo bom/a!
- Têm é inveja!
- Falar de mim é fácil, difícil é ser como eu!

Há tantas que até chateia... E se há algumas que são escritas num contexto que as torna engraçadas... há outras que, aliadas à foto, demonstram que as pessoas estão mesmo convencidas do que dizem!
Se há alguma coisa que eu dou muito valor é ao amor-próprio... mas quando chega ao Narcisismo, PAROU!
Acharem que são o máximo dos máximos, que tem o mundo na mão e todos os outros seres aos pés é de muita arrogância (ou ingenuidade).
Para mim essa atitude é mesmo um corta-interesse! Um homem até pode ser lindo, charmoso, inteligente... e tudo e tudo e tudo... mas se tiver a mania que é superior... Bye bye!

Daí advém a expressão " A última bolacha do pacote"... eles/as acham-se únicos e super desejados, geram muitas vezes competição e inveja...mas, no meu ponto de vista, são aquela bolacha que ninguém COME, porque parece mal, porque dá trabalho mandar o pacote para o lixo, porque pode gerar problema... e acabam moles e bafientas... muitas vezes esmigalhadas e acabam no lixo!

Chego á conclusão que maioria dessas pessoas que usam esse lema de "última bolacha do pacote", fazem-no porque no fundo são umas frustradas porque nunca são COMIDAS!

Depois também há as pessoas com o Síndrome do iogurte estragado...
mas isso é outra coisa a ser aprofundada noutro post! ;)

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Só mesmo para concluir...

... e despejar esta raiva toda!

Lembram-se de escrever no post anterior isto:
"Este post é digno do mês de Janeiro, pois é em Janeiro que sou
avaliada pela minha empresa e que daí advém o meu aumento... "

Como devem calcular as coisas nos últimos dois anos não têm corrido nada bem.
Estou à 5 anos na empresa, já pertenço aos quadros da mesma... e visto que todos os anos era aumentada e sou licenciada, já ganho um pouquito acima da média (mas mesmo só um pouquito visto que a média está nos 600/700€).
Pois que à dois anos para cá deixei de ter aumento porque na equação o lucro já não era o desejado... o cliente não permite mais aumentos nos honorários (devido ao contexto actual da nossa economia) e como o meu salário já esta acima da média... fechou a torneira!
As avaliações (que ditam os aumentos) passaram de MUITO BOM para SUFICIENTE... sem que a minha produtividade tenha caído (pelo contrário, o cliente continua satisfeitissímo com o meu trabalho)... somente para não me aumentarem.
E como se isso não chegasse ainda me deram a indirecta que será muito difícil subir mais na hierarquia da empresa... que é o mesmo que... "Vai mazé embora que no teu lugar metemos outra a ganhar 500€"... e pronto... não interessa sequer se encontram alguém que faça o trabalho bem e com o mesmo conhecimento que eu (não há ninguém insubstituível mas 5 anos de experiência no cliente ninguém me tira)... interessa é que venha ganhar menos!

E é por estas e por outras que este país não avança!
Ainda querem que eu vá votar Domingo... vou porque sou uma cidadã responsável... mas vai ser em branquinho, porque neste momento nenhum destes senhores da politica é merecedor da minha confiança!

Odeio Outsourcing...


E logo eu tinha que vir parar a uma empresa destas!!!
(Ai não... que fui eu dizer... a minha empresa não é de outsourcing... pelos menos eles não se apelidam assim... são prestadores de serviços de gestão... que erro crasso o meu... sai 2 chicotadas para mim!!!)

O que chamar a uma empresa que pede o triplo ao cliente do que paga ao funcionário??? Que o colaborador está nas instalações do cliente, largado às feras, sem apoio nenhum???

Ah pois, não é outsourcing... é "coise"...
Odeio Outsourcing pois para mim é simplesmente a exploração de quem trabalha...
É mais uma maneira de fugir ao código do trabalho e escravizar quem trabalhar pelo menor preço.

Agora vão me dizer: mas o outsourcing serve para uma empresa contratar um serviço pontual para o qual não tem na sua empresa elementos disponíveis/qualificados.
Estou há 5 anos no "cliente"... acham que isto é um serviço pontual?
- E porquê que o cliente não contrata uma pessoa para essa função? - perguntam vocês.
Porque muitas vezes andam a despedir pessoas do quadro da empresa, com a desculpa que não têm trabalho para as mesmas, e depois não pode contratar ninguém... e mesmo que pudessem, é sempre melhor o outsourcing (mesmo que saindo mais caro que pagar um vencimento), porque assim não têm qualquer vinculo com a pessoa em questão... nem têm que se preocupar com 13º e 14º meses, nem com baixas, nem com maternidades, nem com coisa nenhuma... pagam e querem o serviço feito! Simples.

Do outro lado temos os sangue-sugas, donos das empresas de outsourcing... que acham que as pessoas são meros números... e a equação é fácil:

Valor a cobrar ao cliente - Ordenado do colaborador = LUCRO

Logo o importante é o valor a cobrar ao cliente ser o máximo possível (tendo em conta os valores de mercado), o valor do ordenado do colaborador ser o mais baixo possível para rechearem bem os bolsos à conta do trabalho dos outros.

Agora não me digam que Outsourcing não é exploração...

Este post é digno do mês de Janeiro, pois é em Janeiro que sou
avaliada pela minha empresa e que daí advém o meu aumento...
Esta é uma das razões pelo que Janeiro me deixa
á beira de um ataque de nervos!!!


Parabéns Papy!


Tu e a mãe são os meus grandes pilares!
Nunca vos quero perder!

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Parabéns Avó!


Que a saúde seja generosa para ti... pois ainda me fazes muita falta!
Nem quero imaginar quando a "ordem natural da vida" te tirar de mim...
Mas hoje é dia para festejar. Love You!

Alguém viu...



... a lua maravilhosa que estava ontem?

Do caminho do trabalho para casa ia tão hipnotizada a apreciá-la que até ia com medo de bater no carro da frente...

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Não gosto do Janeiro


É só panca minha, ou há por aí alguém que embirre com alguns meses do ano?

Embirro solenemente com o Janeiro... parece que custa a passar e que é um mês onde não acontece nada.

Tirando o dia 1 que é feriado (mas que é logo no primeiro dia... e como vamos com a embalagem do Dezembro e das festas, ninguém repara nele como pertencente ao Janeiro), não há mais nada de relevante a considerar...

O pessoal anda teso das festas, continua a ser Inverno, e constatamos depressa (depois da euforia das festas) que mudamos de ano mas a vida é a mesma.

Ainda por cima depois das festividades, em Janeiro, volto à balança e apanho um treco!

Também é em Janeiro que há avaliações na minha empresa e os devidos aumentos... e este tema também é assunto para me deixar bastante depré (um bom assunto para outro post).

Por este desânimo todo que o Janeiro me transmite... este mês custa muito a passar.


Somente o aniversário do minha avó materna e
do meu pai me dão algum alento neste enfadonho mês.

Ainda não foi desta que se livraram de mim...

... mas ando mais numa de interiorizar que exteriorizar!
Mas já está a passar... afinal já me apeteceu escrever isto.
São fases... e as minhas não têm só haver com o TPM.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Na boca dele eu sou tudo...



Sininho, Pinipon... e a última (que veio das férias) Chiuaua à qual ele ainda acrescenta "Marinha".

Sininho: Não confere! Sou bem maior que ela... principalmente na zona da cintura!
Pinipon: Aquele ar infantil tem pouco haver comigo... e aquela franja... oh God!
Chiuaua Marinha: É o pânico! Sempre detestei estes cães com olhos esbugalhados... então quando tem a arcada inferior dos dentes de fora é simplesmente abominante.
Agora uma chiuaua marinha é algo mesmo muito estranho! Ainda se fosse um cão de água, ainda podia ter uma relação... agora são estes cães a pilhas!

Mas como é a ELE, eu permito tudo!
Pois isto é chamado com uma entoação que não me permite a violências!

Telhados de vidro


Tenho me desiludido muito com as pessoas que me rodeiam...
Ou então tenho me desiludido muito comigo própria por ser ingénua demais.
Afinal o meu sexto sentido não é assim tão infalível como eu apregoava.
No fundo a minha grande desilusão é perceber que todos somos feitos da mesma merda massa, porque mais dia menos dia todos tiramos a mascara e revelamo-nos.
Todos temos grande moral... até a vida nos trocar as voltas e pecarmos... depois resta-nos tentar esconder dos demais que somos pecadores.
O que me chateia não é os pecados, todos os cometemos mais cedo ou mais tarde, mais graves ou mais leves... o que me dana é tentarem continuar com a postura imaculada, só para que a sociedade não os condene... porque é muito mau ter "telhados de vidro" quando já se "atirou muitas pedras"!

A minha luta interior é pensar: "Será que também sou assim?"... e o mais provável é a resposta ser positiva... pelos menos vou esforçando-me para "não atirar pedras" e quando o "telhado for de vidro" espero ser a primeira a estilhaça-lo.
E se isso não acontecer... batam-me muito tá?


segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Sinto-me como o pai da Liberdade...




Fim de semana produtivo!


Sexta: Depois de um jantar a dois ao sabor de uma agradável receita nova, houve lugar a mais uma noite de teorias bestacianas acompanhada de chá de caramelo e palmiers.


Muito cachecol foi feito... afinal foi a primeira sessão de tricot de 2011 e havia muitos assuntos pendentes de 2010 para encerrar!




Sábado: Depois de me libertar da função de fada do lar (e ficou tudo feitinho), rumamos os 3 do costume ao cinema para ver "O Turista".
É giro, mas não é o "tal" filme... A expectativa era alta, devido ao actores de luxo... mas (para mim) foi demasiado previsível!
Mas foi bom para constatar que o Deep continua com um "je ne sais quoi", apesar do seu ar de louco... Que a Jolie... continua jolie que até chateia... apesar de magra demais! Tenho para mim que a Angelina poderá vir a sofrer de problemas de coluna devido ao peso dos lábios carnudos que contrastam com a excessiva magressa!
E foi também muito bom para soltar aquelas gargalhadas estridentes, depois de confissões alucinadas, típicas de gente estranha como nós!

Domingo: Caminha e miminhos até às 16h. Ajuntamento com amigos. Pasteis, ameijoas, castanhas...
E hoje começo a dieta! (ou não!)

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Amigos passivos...


... é o nome mais simpático que posso dar aqueles amigos que no dia-a-dia fingem-se de mortos mas... acompanham diariamente o meu blog.

Se chamar as coisas pelos nomes posso chamar-lhes cusco, mirone, voyeur, tracker... resumidamente... gente sem nada para fazer... inclusive sem vida própria!


E já se passaram as festas...

... e o balanço foi POSITIVO! Tendo em conta as festas do ano passado... foi mesmo muito positivo!
O Natal correu bem... sem dramas familiares... quer dizer... houve um... mas que não afectou o dia em si!
E a passagem de ano, como sempre, foi entre amigos! Amigos do peito mesmo!
Senti a falta da minha Bô... e também do M., mas 2011 esta carregado de dias para usufruir da companhia deles!

A minha afilhada virtual...

... já sabe o sexo do seu bebé, é ...
... uma MENINA!
E já tem nome: Leonor!

sábado, 1 de janeiro de 2011

Feliz 2011!


Espero que este ano traga a conncretização de uma lista infindável de desejos (eu não sou meiga a pedir)... mas resumidamente quero o essencial: SAÚDE, ALEGRIAS e BOM SENSO para mim e para os meus (e para o mundo em geral, vá!)